Companhia de Dança de Diadema - REPERTORIO
CIA DE DANÇA DE DIADEMA
facebook flickr twitter youtube
Histórico Coreográfico

2017

2017

2015

2014

2013

2012

2012

2011

2010

2009

2007

2006

2006

2005


2004

2003

2002

2001

2001

2001

2000

1999

1998

1997

1996

1996

1995
Força Fluida

Eu por detrás de MIM

por+vir

A Mão do Meio - Sinfonia Lúdica

Anseio

Voo do Cisne

Lua

Paranoia

Meio em Jogo

La Vie en Rose???

Crendices... Quem disse?

Quixotes do Amanhã

Lacrimosa

Cá Tinha Um Sonho Que
Se Tornara Pessoas e Ruas


Sala de Espera

No Prego

Balaio de Danças

Baque

Romance Capixaba

Tribal Urbano

Rap Xote

Arte e Raiz

Trêsmaisum

Fábrica Coreográfica

Jardin de l'Enfant

Linha Montagem

Pierrot de Veias
PIERROT DE VEIAS | 1995
Assista a coreografia
Pierrot, no início, tinha um caráter sensível, idealista; o louco apaixonado, enfeitiçado pela lua - seu fiel confidente. Um símbolo do ideal romântico. Desde sua origem, este personagem tem recebido, em sua trajetória, influências populares e concepções artísticas das mais diversas e importantes. Outros Pierrot(s) foram surgindo Shoenberg imaginou um Pierrot morando solitário num satélite, saudoso de sua terra natal e preocupado com os rumos da humanidade. Há um Pierrot filho,de lugar nenhum, anjo caído. Sombra leitosa de um mundo noturno, imagem em negativo do nosso mundo. Pierrot misterioso e de pureza primitiva. Um Pierrot quase sem rosto que nada tem a ver conosco, com deus, com a nossa moral ou leis. Ele segue seu próprio movimento como se estivesse fora do nosso universo, fora do nosso tempo. Pierrot é atemporal. Pierrot de veias é um pouco tudo isso e mais alguma coisa. Afinal, Pierrot somos todos nós. Nós somos "Pierrot de Veias".

Somos Pierrots invertebrados
Necessitamos beber, incansavelmente
Copos de solidão, perdas, tristezas e abandono
Patéticos por essência, somos felizes assim
Afina, somos Pierrot de veias.

Cenas
"Lá Pelas Tequilas em R. Caracas"
"Caminho para Luz"
"Sapato? Vermelho"
"Colombinas e Arlequins"
"Fondue de Chocolate e Creme"
"My Friends"
"Mate-me com ternura"
"Colombina e Pierrot"
"Scoth das Cinco"
"Sombras Noturnas"
Concerto nº 3 para Violino"

Ficha Técnica:

Assessoria em Dança e ações da Companhia de Danças de Diadema : Ivonice Satie
Coreografia: Sandro Borelli
Assistência Coreográfica: Rogério Maia e Pedro Pires
Figurinos: Shina Sekine
Iluminação: Domingos Quintiliano
Fotografia: Leopoldo De Léo Junior
Adaptação Musical: Dadh Lopes e Agnaldo Bueno
Concepção Cenográfica: Pedro Pires, Leopoldo De Léo Junior, e Jesus Seda
Adereços: Jesus Seda
Produção Executiva: Leopoldo De Léo Junior
Música: Auta de Souza
Bethowen
Bellini
Chico Buarque de Hollanda e Edu Lôbo
Joseph Canteloube
Milionário e Zé Rico
Os Moscas
Paul Mounsey
Vivaldi
Artista Convidada: Dudah Lopes (piano)
Maître Convidado: Ismael Guiser

Patrocínios
Companhia de Danças de Diadema
Rua Graciosa, 300 | CEP: 09910-660 | Centro | Diadema - SP
Telefones: (11) 94029-9469 | (11) 94024-0496 | 94024-0497